Pela primeira vez, Dakota Fanning, estampa a capa da revista California StyleC Magazine – do mês de abril. Na revista, a atriz fala sobre sua vida pessoal, futuro e sua vida profissional. Fanning  foi fotografada por Zoey Grossoman e sua estilista foi a Alison Edmond. Confira mais sobre a revista abaixo:

 

Fora do personagem
Atriz consumada desde os 7 anos de idade, Dakota Fanning está pronta para agitar as coisas enquanto assume a pequena tela e faz sua estréia na direção. Em um dia de neve em Manhattan, Dakota Fanning está encolhida sobre uma xícara de chá de menta, medindo diplomaticamente os prós e contras de viver em Nova York. Privilegiada por sua aceitação na Universidade de Nova York, Fanning encontrou um apartamento em um prédio de antes da guerra em Nolita e está morando aqui pelos últimos seis anos.

Um dos pontos positivos é que a cidade lhe deu um novo senso de liberdade. “Este é o único lugar que eu já vivi sozinha“, Fanning fala. A evidência de sua disposição para experimentar coisas novas está em praticamente todas as esquinas, graças aos outdoors que promovem The Alienist, da TNT, a primeira grande série de TV de Fanning. “Acabei de ouvir três pessoas gritarem meu nome enquanto eu estava andando aqui. Eu fico tipoOh, m-! O que eu fiz?Mas eles estavam apenas dizendooi”, então eu disseoide volta. Eu estava tipo, ‘Tem que ser por causa desses outdoors ”.

Baseado no romance de Caleb Carr ambientado na década de 1890 em Nova York, o thriller psicológico de 10 episódios (co-estrelado por Daniel Brühl e Luke Evans) soava quase bom demais para ser verdade. Fanning tinha acabado de sair promovendo American Pastoral, então o momento foi perfeito. O único problema foi que isso significou que ela tinha que se mudar para Budapeste, na Hungria, pela maior parte de 2017 para filmar o show. “Eu estava tipo, ‘Wow, isso é tão longe e muito tempo para deixar sua vida“, diz ela.Os filmes são feitos em oito semanas, sabe?“.

Ela decidiu pensar nisso enquanto passava um semestre no exterior e, no final, abraçou com todo o coração sua passagem na Húngria – a cultura do spa, jantares “familiares” com o elenco e a recepção de amigos de fora da cidade. Durante a semana de trabalho, Fanning (que é notoriamente pronta para tudo) chegaria no set para ser colocada em um espartilho antiquado. Sua personagem, Sara Howard, é uma jovem obstinada que enfrenta o assédio sexual como a primeira funcionária do Departamento de Polícia de Nova York. “Enquanto estávamos filmando, ficamos tipo, ‘Deus, não lemos um artigo sobre isso ontem?“, diz Dakota.Eu acho que isso mostra como a história se repete. Para seguir em frente, você tem que fazer algo diferente porque já passou tanto tempo e essas situações ainda estão acontecendo.ela fala.

Fanning está fazendo sua parte para empurrar a agulha para frente. Alguns dias depois do nosso encontro, ela se juntou à lista de apresentadoras do Screen Actors Guild Awards (ela é particularmente sentimental com esse prêmio, desde que foi nomeada lá aos 7 anos de idade – ela ainda é a candidata mais nova até hoje, por seu papel em I Am Sam). Neste verão, ela aparecerá no Ocean’s 8, o spin-off feminino de Ocean’s 11. Ao retornar de Budapeste, ela também encontrou tempo para dirigir e produzir um curta metragem para Miu Miu (uma marca que ela e sua irmã mais nova, Elle, ambas representam), que ela diz ser “a coisa mais difícil que já fiz em minha vida.Fanning fala.

Aos 24 anos, Fanning está compreensivelmente pronta para uma pausa, não apenas algumas semanas de folga, mas uma revisão completa do seu estilo de vida. “Estou equilibrando o trabalho e a escola há quase 20 anos“, diz Fanning (ela apareceu em mais de 40 filmes ao longo de sua carreira). “Não é como se ir à escola fosse um fardo, mas é muita pressão.” Depois de terminar seu último ano de escola (ela está estudando cinema na Escola Gallatin de Estudos Individualizados), Fanning está pensando em voltar para a Califórnia – ela cresceu no Vale de San Fernando, mas acha que Silver Lake pode ser mais adequado agora – viver sua fantasia doméstica com uma casa, um quintal e, eventualmente, um marido e filhos (“três é um bom número para mimela diz).

Poderia este roteiro muito adulto ser o resultado de crescer em um set de filmagem? Possivelmente. Mas também é assim que ela sempre foi – quando criança, seu “brinquedo” favorito era a cozinha fingida, seu livro favorito era um livro de nomes de bebês e ela adorava tricotar. Além disso, quando se trata de pensar em casamento e filhos, ela argumenta: “É bom pensar nessas coisas agora, porque elas já vão sobrecarregá-la quando elas acontecerem, por isso, se você puder impedir que você também o façaDakota fala a C Magazine. Uma coisa que Fanning espera será difícil se seu próprio filho quiser atuar: “Minha mãe desistiu de tudo para estar comigo em tempo integral e ter certeza de que eu estava preparada”, diz Fanning. “Acho que ela é a razão pela qual estou bem, porque ainda estou atuando e porque ainda amo isso. Mas não consigo imaginar não trabalhar depois de ter um filho e nunca enviaria meu filho para um set sem mim. Então, é complicado.Depois de alguns segundos, ela acrescenta:Mas estou assumindo que o amor que você sente por seu filho faria com que você desistisse de qualquer coisa pela felicidade deles, então talvez eu estivesse disposta a fazer sacrifícios. ” Esse dia pode não vir por muitos anos, mas quando isso acontecer, é provável que ela esteja pronta.

CAPA 
1~3.jpg1~3.jpg1~3.jpg1~3.jpg
PHOTOSHOOT
13.jpg10.jpg11.jpg12.jpg
FONTE: C Magzine.

Tradução e adaptação: Equipe DFBR.